Como definir as suas Metas para 2022 sem procrastinar?

5/5 - (2 votes)

Em nosso post de hoje iremos discutir sobre os cuidados que devemos tomar ao estabelecermos metas e planos para o ano que está prestes a ser iniciado. Ao longo deste post iremos lhe auxiliar no processo de criação de um planejamento estratégico para o próximo ano.

Sendo assim, a primeira coisa sobre a qual iremos conversar diz respeito aos pontos que não podem ficar de fora deste planejamento. Aqui não estamos falando de qualquer planejamento, mas sobre aquele personalizado para o seu contexto de vida.

O mais comum é que esse tipo de estratégia seja colocado em prática por empresas, porém, ele tem muito a contribuir com a nossa vida pessoal.

Nesse sentido, ao elaborar o seu planejamento, deverá ter claro em mente que ele irá servir para que tome as rédeas de sua própria vida em diversos setores. Ele deve ser elaborado com base em seus objetivos pessoais, convertidos, agora, em estratégia.

Exemplificando o planejamento estratégico

Dentre os inúmeros benefícios fomentados por um planejamento estratégico podemos chamar a atenção para o fato de que ele promove e impulsiona a ação.

Se o seu objetivo para o ano de 2022 é ingressar em uma faculdade, por exemplo, o primeiro passo a ser feito é procurar pelas instituições com as quais você se identifica e definir os cursos de seu interesse até que chegue em um específico.

Exemplificando o planejamento estratégico

Nesse processo, indicamos que você faça uma autoanálise a fim de que saiba quais são os seus dons e as suas competências.

Além das suas reais vocações e habilidades para que escolha um curso onde essas competências e habilidades possam ser exploradas de uma melhor forma.

Após escolher o curso e a instituição que possam potencializar os seus dons, o próximo passo é estudar e se inscrever para o vestibular. Nesse sentido, o seu planejamento voltado a esse objetivo deve contemplar todas essas fases.

O passo a passo no planejamento

É de suma importância que o seu planejamento apresente o passo a passo que você irá seguir para atingir os objetivos almejados.

No caso da pessoa que deseja ingressar no ensino superior, como mencionado anteriormente, esse planejamento deve apresentar as ações e estratégias que adotará para ingressar em uma faculdade.

O mesmo vale para a pessoa que deseja se casar: o primeiro passo a ser feito é marcar uma data, verificar a disponibilidade de um espaço para a cerimônia, administrar os preparativos e criar a lista de convidados.

Ou então, se o objetivo é arrumar um novo emprego você deverá ter claro em mente qual o tipo de emprego que almeja, qual a empresa e quais os passos a serem seguidos para isto.

Diante desse cenário, iremos apresentar algumas dicas para que elabore o seu próprio planejamento. Contudo, a primeira coisa sobre a qual deve-se discutir é sobre a relevância da criação desse planejamento.

A relevância do planejamento estratégico pessoal

O planejamento estratégico permite que você atue de uma forma mais direcionada, o que impulsiona o alcance dos seus objetivos. Ele fará com que você foque no que realmente importa.

Ele promove ações que farão com que você atinja os seus objetivos.

Nesse sentido, ele faz com que você tenha um norte e um foque muito bem definido. Assim, ele aponta as ações exatas a serem tomadas para que seja possível chegar a esses objetivos. Dessa forma, é essencial que as estratégias sejam revisitadas mensalmente.

A fim de que pensemos um pouco mais nessa relevância, vamos fazer um alerta. Como sabemos, a maior parte das pessoas não adotam um planejamento em suas vidas diárias.

Dessa forma, são colocadas em contato com estratégias mirabolantes e pouco efetivas. De modo que, essas pessoas, ao término do ano, sentem-se frustradas, uma vez que os objetivos não foram alcançados. Isso se dá pela falta de planejamento.

Por que utilizar o planejamento estratégico?

Sem estratégias bem definidas, as sensações de frustração e cansaço atingem muitas pessoas. Sem o planejamento, é muito comum que os objetivos não sejam atendidos.

Por isso, anotar esses planos durante todo o ano é essencial, pois, dessa forma, ao fazer um balanço do ano que está terminando, terá claro em mente o que funciona e o que atrapalha o alcance de um certo objetivo.

Por que utilizar o planejamento estratégico

Se você não tem o hábito de anotar os seus planos, recomendamos que você desenvolva essa prática o quanto antes.

Faça um planejamento anual para que saiba quais foram os planos definidos ao longo do ano. Ele permite que você visualize a sua própria evolução enquanto ser humano.

Esta é uma ação bastante explorada pelo campo da teoria comportamental. O planejamento permite que você seja o juiz de sua própria vida e, assim, mensure os seus ganhos e perdas ao longo do ano.

Como as metas para o próximo ano podem ser bem definidas?

O primeiro ponto que você deve levar em consideração é que a vida é dividida em quatro escalas, sendo elas: a qualidade de vida, os relacionamentos, a vida profissional e a vida pessoal.

Dessa forma, a qualidade de vida está relacionada ao cuidado com a espiritualidade e com o fortalecimento da criatividade, da felicidade e dos hobbies.

Como as metas para o próximo ano podem ser bem definidas

Assim como manutenção de outros aspectos básicos da vida, como segurança e moradia.

Enquanto a escala dos aspectos pessoais diz respeito a saúde e disposição, desenvolvimento intelectual e equilíbrio emocional, que devem ser trabalhados durante todo ano.

De modo que, uma outra dimensão que deve ser trabalhada com afinco é a profissional que está conectada aos aspectos como a contribuição social, recursos financeiros e realizações. Manter-se atualizado, pesquisar e se aprofundar na área de atuação são alguns dos principais desafios.

Logo, por fim, tem-se a escala dos relacionamentos que está associada à vida social, aos relacionamentos amorosos e a família. Desse modo, se você está pensando em realizar um planejamento pessoal, você deve levar em consideração essas quatro escalas.

A exploração da dimensão profissional e dos relacionamentos

À começar por essas duas escalas, no que toca à dimensão profissional, é essencial que você tenha claro em mente se os recursos financeiros que esta profissão proporciona são ideais para você.

Analise, também, o que você tem feito que tem contribuído para com a evolução da própria sociedade.

Assim, quanto à dimensão dos relacionamentos, é essencial que você observe a qualidade das suas relações com a sua família, com o seu parceiro, com os seus amigos e colegas de trabalho, com os seus chefes, etc.

Estamos chamando a sua atenção quanto às dimensões aqui listadas porque se você está pensando em criar um planejamento estratégico, todos esses pontos devem ser explorados e convertidos em ações e estratégias. No entanto, a escala da qualidade de vida e a pessoal também não podem ficar de fora.

Erros relacionados ao planejamento estratégico

Ao elaborar as suas estratégias, é essencial que as quatro escalas sejam pensadas com muito cuidado. O que ocorre é que muitas pessoas acabam se distraindo durante esse processo, sobretudo quando focam apenas em um dos pontos essenciais aqui mencionados.

Posto isso, é válido mencionar que as pessoas que tendem a focar apenas na prosperidade profissional/financeira tendem a se frustrar.

Se você se identificou com isso, convidamos você a cogitar adotar uma nova postura, pois, na vida, apenas a prosperidade profissional/financeira não fomenta uma vida plena e feliz.

A literatura sobre a felicidade tem apontado que esse tipo de prosperidade representa apenas uma pequena parcela na vida.

Os estudos apontam que a dimensão financeira, na verdade, é o que menos importa para o sujeito que busca pela real evolução e plenitude. Nesse contexto, todas as dimensões aqui mencionadas devem ser prioridade na vida de qualquer ser humano.

Como evitar erros no planejamento estratégico?

Ao elaborar o seu planejamento para o próximo ano, é essencial que tome alguns cuidados para que evite certos tipos de erros muito comuns. Não se esqueça: se focar apenas na dimensão profissional/financeira, todos os outros pontos vitais à vida plena e de qualidade ficarão defasados.

No geral, essas pessoas, ao longo da vida, acabam percebendo que as outras dimensões são tão importantes, porém, até que tenham essa consciência, o processo pode ser bastante doloroso.

Logo, a solução para que esses erros sejam evitados diz respeito a pensar na sua vida de forma global ao estabelecer certas ações e estratégias.

A partir disso, começaremos a pensar nas técnicas que podemos acionar para criarmos o nosso planejamento para o ano de 2022. O nosso objetivo é de ajudar você a elaborar metas e planos de forma realista, evitando a procrastinação.

Criando metas e planos para o ano de 2022

A primeira coisa que você precisará fazer é elencar as suas metas e planos em um caderno. Há aqueles que preferem fazer em um caderno, porém, caso seja melhor para o seu modo de vida, criar um arquivo no computador também é uma boa estratégia.

Assim, antes de criar as metas e planos, faça uma autorreflexão profunda sobre as suas ambições, desejos e anseios para o próximo ano.

A fim de que essas metas e planos sejam alcançados, é essencial que você tenha muito claro em mente as medidas para isso, ou seja, deve elencar as suas prioridades com base nessa mensuração.

Criando metas e planos para o ano de 2022

Por exemplo, para criar metas para o eixo da qualidade de vida é essencial que você saiba qual é o nível da sua saúde física e mental nesse momento.

Um outro ponto que poderia ser explorado, também ligado à qualidade de vida, é a existência de hobbies. Eles podem ajudar a fortalecer a sua saúde mental e evitar o cansaço.

A importância da mensuração

Para que as metas sejam alcançadas, é crucial que se mensure como se encontra cada uma das escalas em sua vida nesse momento.

Por exemplo, falando sobre a escala de qualidade de vida, em relação aos hobbies, além de ter claro em mente quais são as atividades com as quais se identifica, é crucial que saiba se elas dependem de outras pessoas para serem colocadas em prática.

Se essa atividade depende de mais uma pessoa ou mesmo de um grupo, é fundamental que você saiba como esse hobby pode ser viabilizado, visto que envolve, também, a rotina de outras pessoas. Assim, um outro ponto que deve ser mensurado diz respeito à espiritualidade.

É preciso que você tenha claro em mente o que pode fazer, considerando a sua agenda, para fortalecer a sua fé.

Partir de ações que possam potencializar a sua fé é de vital importância ao fortalecimento desse eixo. O mesmo vale para a felicidade. Tenha claro em mente quais são os pontos que lhe deixam feliz e os converta em ações.

A escala pessoal no planejamento estratégico

Além dos cuidados com os aspectos relacionados à escala da qualidade de vida, o trabalho com os aspectos pessoais também é fundamental. Nesse contexto, a saúde é uma questão vital. Estratégias que promovam o seu fortalecimento devem ser priorizadas.

Estar bem com a saúde fará com que uma série de outras dimensões também estejam em perfeito equilíbrio, porém, para isto, todas elas devem ser listadas em seu planejamento.

Nesse contexto, quanto ao aspecto intelectual, o planejamento fará com que você tenha muito claro em mente quais são as estratégias e ações necessárias para que você esteja satisfeito com a sua vida pessoal.

Assim sendo, ele irá apontar o que você precisa aprender ao longo do próximo ano para que se torne uma pessoa melhor para você mesmo.

Assim, ainda dentro do aspecto pessoal, temos a questão do equilíbrio emocional que pode fazer com que essas metas e planos sejam alcançados de uma forma muito mais efetiva, visto que focará em todos os pontos vitais e não apenas em um deles.

Faça o seu planejamento

Posto o contexto acima, podemos concluir afirmando que o planejamento estratégico o pode ajudar a se libertar daquelas ações que impedem o alcance do sucesso.

É a análise de cada uma dessas escalas que fará com que você tenha claro em mente quais são os pontos de sua vida que precisam de reparos no ano de 2022.

Nesse sentido, o planejamento fará com que você visualize quais são os planos exatos a serem tomados para que a sua vida como um todo seja fortalecida. Portanto, não perca tempo. Pegue um papel e faça uma meta para cada uma dessas quatro áreas:

Qualidade de vida: hobbies; felicidade e plenitude; espiritualidade.
Relacionamentos: vida social; relacionamento amoroso; família.
Profissional: contribuição social; recursos financeiros; realização e propósito.
Pessoal: saúde e disposição; desenvolvimento intelectual; equilíbrio emocional.

Mas não se esqueça: analise o seu contexto e elabore um planejamento realista. Tendo em mente que é de pouco em pouco que alcançamos o muito.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui