Você está preparado para atingir os seus Objetivos? Qual é o preço para concluir as suas Metas?

5/5 - (5 votes)

Em nosso post de hoje iremos discutir sobre os objetivos que podemos traçar ao longo de nossas vidas. Nesta conversa, iremos refletir sobre o preço que pagamos a fim de que alcancemos essas metas e objetivos ao longo de nossa vida como um todo.

Além disso, sempre que discutimos sobre metas e objetivos, somos redimensionados quase que de forma automática para uma questão: a necessidade de se posicionar. A primeira questão que você deve responder para si mesmo é: você realmente está preparado para cumprir as suas promessas?

É essencial que você reflita se realmente está preparado para alcançar essas metas e objetivos. Quando discutimos sobre objetivos e metas é crucial que você esteja comprometido com isso. É nesse sentido que afirmamos que há um preço a ser pago. Ele nada mais é do que as consequências associadas a essas escolhas que fazemos ao longo de nossas vidas.

Reflita!

Em todo final de ano tendemos a ficar mais pensativos quanto às nossas metas e objetivos para o próximo ano. Além das inúmeras propostas que fazemos neste final de ano, tendemos a criar diversas expectativas para o ano que se iniciará.

Reflita

Sempre prometemos que iremos alcançar essas expectativas, porém, acompanhadas delas, surgem as frustrações, sobretudo quando essas metas e objetivos não saem do papel.

Promessas relacionadas ao início da prática de exercícios físicos, ao emagrecimento, ao foco na prática da leitura e nos estudos são algumas das mais comuns.

Contudo, há um problema associado a essas propostas que não pode deixar de ser mencionado. Via de regra, elas ficam no plano das ideias e nunca saem do papel. Diante desse cenário, ao longo deste post, iremos chamar a sua atenção quanto à importância de agir e executar essas metas diariamente.

Como concretizar as ideias?

A fim de que suas metas e objetivos se concretizem é de suma importância que você parta de uma sequência de ações. Todavia, é nosso papel chamar a sua atenção para o fato de que nem sempre as pessoas estão dispostas a agirem, de fato.

É muito fácil desejar coisas como prosperidade, dinheiro e a abertura de um novo negócio. Por outro lado, a maior parte dos que desejam e ambicionam tais coisas não estão dispostos a pagar o preço por isso.

O preço nada mais é do que a própria ação.

Pensemos em um exemplo prático. Digamos que você conheça uma pessoa cujo sonho seja o de emagrecer. Muito provavelmente ela prometerá tanto para si mesma quanto para o universo, sociedade, família, amigos e colegas próximos que atingirá essa meta.

Essa pessoa até cria estratégias para alcançar tal objetivo, porém, na prática, o plano falha. Mas porque isso acontece? Pensaremos sobre isso ao longo deste post.

 

A necessidade de se adotar uma sequência de ações

Continuemos com o exemplo da pessoa que deseja emagrecer. Para que ela consiga, de fato, antes de tudo, terá que passar em um médico. Muito provavelmente os exercícios físicos deverão integrar a sua rotina, bem como terá que ter uma rotina alimentar bastante regrada. Em certos casos, os medicamentos também são necessários.

A necessidade de se adotar uma sequência de ações

Contudo, esta pessoa não assume nenhuma dessas responsabilidades, logo, o seu plano é apenas fictício.

De modo que, quando este sujeito faz um cronograma com o passo a passo para atingir esse objetivo, acaba se perdendo no processo. Posto isso, será com essas variáveis que iremos trabalhar ao longo desta discussão.

Com esta reflexão pretendemos esclarecer que todo objetivo apenas é concretizado quando estamos dispostos a sairmos da nossa zona de conforto e agir diariamente em prol do alcance de tal objetivo.

A promoção das metas e objetivos

Como dissemos anteriormente, o fim de ano é época em que a definição de metas para o próximo ano é promovida a partir de canais e mídias diversas. A astrologia e a numerologia são alguns dos caminhos que impulsionam esta questão.

Assim, como as pessoas gostam do mundo das ideias, nesse momento, as previsões são bastante lidas por aqueles apegados ao mundo fictício. O que acontece, é que são sujeitos que gostam de imaginar situações nas quais se saem bem, porém, na prática, esses desejos nunca se concretizam.

Todavia, embora as pessoas realmente busquem pelo saber e estabeleçam estratégias, a maior parte delas não está pronta para agir. Esses sujeitos não estão prontos para colocarem em prática aquela sequência de ações necessária ao alcance de tais metas e objetivos. No entanto, a fim de que estes sejam alcançados, destacamos que é necessário ter disposição para agir.

Esteja disposto a agir

Digamos que uma pessoa tenha como meta para o próximo ano conquistar um novo emprego ou mesmo abrir o seu próprio negócio. Sem que a pessoa se muna do conhecimento necessário e sem que esteja disposta a agir, atingir esse objetivo se tornará algo inviável e distante.

Como sabemos, a fim de que possamos conseguir um emprego melhor, na maior parte dos casos, torna-se necessário que busquemos por uma formação específica. Além da busca por uma maior qualificação profissional, manter o currículo sempre atualizado e participar de entrevistas são táticas cruciais.

No caso da pessoa que deseja abrir o seu próprio negócio, é de suma importância que ela conheça a fundo o nicho de mercado no qual irá atuar, o seu público-alvo e as técnicas de gestão.

Além de saber quais técnicas devem ser colocadas em prática, na maior parte das vezes, torna-se necessário, ainda, fazer uma série de sacrifícios pessoais. Diante desse cenário, pensemos um pouco nos motivos que fazem com que as pessoas se frustrem quanto aos seus objetivos.

Por que as pessoas se frustram ao longo do ano?

Algo que deixa as pessoas tristes e frustradas é o fato de que a maior parte delas não consegue agir. São indivíduos ligados apenas ao campo das promessas. São sujeitos que não conseguem atingir o campo da ação.

Por que as pessoas se frustram ao longo do ano

No entanto, a fim de que a ação seja concretizada, o indivíduo precisa se doar um pouco a cada dia para que essas ideias sejam convertidas em ações. É algo que demanda do sujeito um posicionamento quanto a cada situação.

Pensemos em mais um exemplo. Suponhamos que a pessoa tenha como objetivo para o próximo ano ler um livro por mês.

Há indivíduos que já têm essa prática, logo, essa meta não é inviável, porém, para alguém que não tem esse hábito, pode ser uma tarefa bastante complexa. Metas absurdas deixam as pessoas frustradas, tristes e deprimidas, uma vez que não têm subsídios para colocarem essas ideias em prática.

Tome cuidado com as metas absurdas

Tendo como exemplo a pessoa que estabeleceu a leitura de um livro por mês, mesmo não tendo essa prática como hábito, frisa-se que a sensação de frustração poderá ser uma constante na vida desse sujeito, uma vez que é uma meta muito gananciosa.

Um livro por mês para um indivíduo que está começando a se aventurar nesse universo é uma meta muito ousada, então, nesse caso, recomendamos um outro tipo de iniciação à leitura.

Algo que acontece com as metas muito ousadas e distantes da realidade concreta da pessoa que a propôs é o fato de que ela não pode ser alcançada, mesmo que a pessoa queira e, de certa forma, coloque isto em prática.

Metas grandes e distantes de uma realidade concreta são muito fáceis de serem rompidas. Talvez o mais indicado para essa pessoa seja começar a meta com a leitura de um ou dois livros por ano, a depender de seu ritmo de leitura. A vida fica mais leve desse jeito.

Estabeleça metas acessíveis

Metas acessíveis e viáveis farão com que você viva a vida de uma forma muito mais leve, uma vez que essas ideias deixarão de ser fictícias e serão transformadas em ações reais. No caso da pessoa que deseja tornar a prática da leitura um hábito, o mais indicado para esse início seria a leitura de meia página por dia.

Começar com pequenas metas pode fazer com que a adesão a esse hábito não seja algo tão doloroso, mas sim uma atividade natural que, aos poucos, será incorporada em sua rotina. Todavia, não se esqueça: para que você consiga tirar qualquer ideia do papel é de suma importância que esteja disposto a agir.

Não se esqueça: a meta não deve ser algo temporário e esporádico, mas sim algo constante e diário. No caso da leitura, é crucial que a pessoa que tem esta prática como meta leia um pouco todos os dias ao chegar em casa ou antes de dormir. Cabe a esse indivíduo estabelecer o seu próprio ritmo de leitura.

O que fazer com metas ambiciosas?

Um exemplo de meta ambiciosa, e que pode deixar as pessoas frustradas caso não seja colocada em prática da maneira correta, é o emagrecimento. Digamos que um indivíduo queira emagrecer cerca de dez quilos em pouco tempo.

O que fazer com metas ambiciosas

O mais viável seria começar esse processo de maneira gradativa (um quilo por mês, por exemplo).

Algo que essa pessoa precisará ter muito claro em mente é a quantidade diária de exercício que precisa praticar para perder cada quilo almejado. Há sujeitos que querem praticar três horas diárias de exercícios físicos, mas não é algo viável.

Se essas pessoas aguentam quinze minutos por dia (ou têm apenas esse tempo disponível), essa quantidade já seria suficiente para que a meta saísse do papel.

A mudança de hábitos exerce um papel fundamental na concretização dessas metas e objetivos ao longo da vida cotidiana.

O papel da mudança de hábitos na vida de um indivíduo

Se a meta de uma pessoa é emagrecer e ela não tem muito tempo para praticar exercícios físicos, alguns outros hábitos poderiam ser incorporados em sua vida cotidiana, como é o caso, por exemplo, de subir as escadas ao invés de utilizar o elevador.

De nada adiantará frequentar a melhor academia se os bons hábitos ficarem restritos tão somente àquele espaço específico. É fundamental que as metas estabelecidas sejam passíveis de serem alcançadas no dia a dia.

As metas ambiciosas apenas rendem bons frutos quanto a pessoa já está acostumada a agir em prol do alcance de tais objetivos no cotidiano.

Se você age de uma forma mais moderada, o estabelecimento de metas ambiciosas não é indicado, uma vez que você poderá se frustrar e muito nesse processo como um todo. Além disso, tome cuidado com a proposição de metas que estão muito distantes da sua realidade.

Adote metas coerentes ao seu contexto de vida atual

Uma meta se torna mais exequível quando a rotina da pessoa propicia que ela seja alcançada. Metas distantes da realidade costumam ser rompidas muito facilmente.

É o caso de pessoas que entram em regimes muito severos e pouco efetivos, bem como daquelas que postergam o início de uma dieta sempre para o dia seguinte (e nunca começam de fato).

Esse tipo de discurso impede que a meta seja alcançada de uma forma efetiva. Além disso, uma meta apenas pode ser alcançada quando se torna parte natural da rotina de um indivíduo.

É no próprio dia a dia que os hábitos são substituídos por outros mais saudáveis e coerentes ao alcance daquelas metas e objetivos. A partir do momento em que as exigências atreladas a essas metas e objetivos se tornam algo muito natural, a mudança de hábito se dá de uma forma muito mais tranquila.

Considere metas pequenas

Nem todas as metas precisam ser grandes para que produzam bons frutos. Além disso, quando metas reduzidas são propostas, você chega a esse grande objetivo de uma forma muito mais natural, uma vez que o processo se dá de forma gradativa, como deveria, de fato, acontecer com todas as pessoas para que não seja algo doloroso e inviável, mas sim algo natural e cotidiano.

Considere metas pequenas

Assim, se você já está confortável com os resultados dessa meta, talvez seja o momento ideal de se propor a uma nova meta.

Se você já está conseguindo ler diversos livros por ano, talvez seja o melhor período para estabelecer aquela meta mensal de um livro, pois, nesse momento, já é algo viável para o seu contexto.

Mesmo que algo pareça insuficiente e até pequeno, não tenha dúvidas que renderá resultados muito poderosos. Comece pelo pequeno, pois, assim, chegará ao grande objetivo final.

AS METAS PEQUENAS RENDEM RESULTADOS MUITO PODEROSOS.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui